imgblogs (1)

Como parte de nosso compromisso de levar qualidade ao aquarismo brasileiro, o Grupo Sarlo patrocinou e participou de palestras realizadas no Jardim Botânico de São Paulo, que contou com diversos temas, palestrantes, uma visita guiada ao jardim e muito conhecimento.

Confira o tema e o realizador de cada uma das palestras, e ao final do post siga o link para ver mais imagens em nosso flickr!:

Aquarismo ecológico
O aquarismo meramente comercial e decorativo, perde valor por desconsiderar o potencial pedagógico que esta atividade possibilita, ao colocar o praticante em contato com os ciclos da Natureza e sua intrínseca complexidade. Ao nos refletirmos nos meandros da vida no aquário, podemos reconhecer nosso papel de parceiros da Natureza e a importância de reconhecer as necessidades fundamentais dos seres vivos em geral e de nós mesmos em particular.

Por Fernando A C Bignardi
Médico clinico e pesquisador, Coordenador do Setor de Transdisciplinaridade aplicada à Saúde –UNIFESP, Fundador e diretor do Centro de Ecologia Médica Florescer na Mata, aquarista desde os 3 anos de idade e idealizador do Aquário de São Paulo

Anfíbios

Por João Baptista Forlani
Formado em Administração de empresa pela Fundação Getúlio Vargas.
Fundador da Associação Paulista de Aquarismo.
Sócio fundador do antigo Aquário de São Paulo inaugurado em 1981.
Pesquisador amador de peixes ornamentais, répteis e anfíbios.

Os lagos como ecossistemas: principais conceitos e propriedades gerais

Por CacildaThais Janson Mercante – Instituto de Pesca
Bióloga pela Universidade Mackenzie, Mestre em Biologia Vegetal pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho e Doutor em Ecologia e Recursos Naturais pela Universidade Federal de São Carlos. Pesquisador Científico do Instituto de Pesca da Secretaria de Agricultura do Governo do Estado de São Paulo. Docente do Programa de Pós-Graduação em Aquicultura e Pesca do Instituto de Pesca. Tem experiência na área de Ecologia de Ecossistemas Aquáticos Continentais, com ênfase em Qualidade da água em ambientes aquaculturais e em reservatórios, atuando principalmente nos seguintes temas: eutrofização, limnologia, manejo hídrico, avaliação de impacto ambiental de efluentes de aquicultura. Coordena e colabora em Projetos financiados pela agência de fomento à Pesquisa Fapesp.

Ecologia das algas e macrófitas

Por Mayara Casartelli – Instituto de Botânica
Graduada em Ciências Biológicas pelo Centro Universitário São Camilo (2011). Mestra pelo Instituto de Botânica (pós-graduação em Biodiversidade Vegetal e Meio Ambiente – 2014). Atualmente sou doutoranda em Biodiversidade Vegetal e Meio Ambiente pelo Instituto de Botânica. Área de atuação: ecossistemas aquáticos continentais e ecologia do perifíton. Aluna de doutorado da Dra. Carla Ferragut.

Nishikigoi e lagos ornamentais

Por Marcelo Assano – Associação Brasileira dos Criadores de Nishikigoi
Possui graduação em Zootecnia pela Faculdade de Ciências Agrária e Veterinárias/UNESP/Jaboticabal (2000) e mestrado em Aqüicultura de águas continentais pelo Centro de Aqüicultura da UNESP (2003). Tem experiência na área de Zootecnia, com ênfase em Zootecnia, atuando principalmente nos seguintes temas: majejo e produção de peixes, ornamental fishes e nutrition.

Visita monitorada ao Jardim Botânico – Um olhar da educação ambiental

Por Marcos Sorrentino – ESALQ USP
Possui graduação em Biologia (1981) e Pedagogia (1984) e mestrado em Educação (1988) pela Universidade Federal de São Carlos. Doutorado em Educação (1995) e pós doutorados no Departamento de Psicologia Social da Universidade de São Paulo e no Centro de Desenvolvimento Sustentável da Universidade de Brasília, onde também foi pesquisador colaborador. Foi Diretor de Educação Ambiental do Ministério do Meio Ambiente de abril de 2003 a junho de 2008. De outubro de 2012 a março de 2014 foi assessor especial do Ministro da Educação, para a construção da política ambiental do MEC. Tem experiência na área de Educação, com ênfase nos seguintes temas: educação ambiental, políticas públicas e planejamento de futuro na direção de sociedades sustentáveis. Participa, desde os anos anos 70, de entidades ambientalistas, de cidadania e de educação ambiental. De 1985 a 1988 foi docente no Departamento de Educação na UNESP, campus de Assis. Desde 1988, no Departamento de Ciências Florestais da ESALQ/USP, atualmente como professor livre-docente, coordena o Laboratório de Educação e Política Ambiental (Oca) .

A piscina natural
Além de embelezar, decorar e tocar os sentidos, os sistemas desenvolvidos por ele podem contribuir com mais qualidade de vida, aumento do valor dos imóveis e suas vizinhanças e upgrade das condições ambientais.

Por Ulrich Zens – Incriatório
Uli Zens trabalha com conceitos de uso multifuncional da vegetação.

Ecologia médica e convívio com a Natureza
A paisagem e o convívio com a Natureza tem se demonstrado um recurso eficaz no resgate da saúde, principalmente quando reconhecemos a doença, como um recurso da própria vida, para recolocar o ser vivo no rumo de sua trajetória genuína. A Ecologia Médica é um enfoque da Medicina que entende a doença como um fenômeno complexo ecológico e sistêmico que, apesar de ocorrer em um individuo pode ter suas causas no ambiente físico, social e até mesmo nos processos de produção de alimentos e demais bens.

Por Fernando Bignardi – UNIFESP

Acesse diversas fotos do evento em nosso flickr:
https://www.flickr.com/photos/gruposarlo/albums/72157661079664680